Importação e Exportação

Processos de Importação e Exportação


 

Frequentemente, gestores e empresários se questionam com um ponto crucial: o que é necessário para expandir os negócios? Se essa é uma dúvida presente em seus pensamentos, com certeza já deve ter considerado a possibilidade de importar ou exportar produtos e matérias-primas. A importação é uma ótima escolha para empresas que desejam ampliar o seu portfólio de produtos e oferecer algo a mais para seus clientes. 

No entanto, o processo de importação pode gerar muitas dúvidas e, quando não é feito corretamente, com uma análise de viabilidade e seguindo todos os passos, essa estratégia não atingirá os resultados esperados. Por isso, vamos explicar passo a passo como funciona o processo de importação, esclarecendo as principais dúvidas dos gestores sobre o tema. Acompanhe!

Exportação e importação são atividades referentes ao comércio internacional relacionada, respectivamente, à entrada (compra) e à saída (venda) de produtos de um determinado país.

Exportação refere-se à atividade de venda, envio ou doação de produtos, bens e serviços de um determinado país para outro. Basicamente, significa a saída de um item ou serviço nacional com destino a outro país. Muitas empresas decidem exportar a fim de crescer economicamente por meio da ampliação dos negócios e do comércio para além do mercado interno.

Importação refere-se à atividade de compra de produtos, bens ou serviços vindos do exterior para outros países. Basicamente, é a entrada de itens estrangeiros em um determinado país. Mesmo apresentando grandes territórios e abundância de riquezas, nenhum país é autossuficiente. Dessa forma, é inevitável que os países importem itens ou mercadorias os quais não são capazes de produzir. Essas importações podem ser realizadas com o objetivo de abastecer setores industriais com matérias-primas, bens e serviços, viabilizar pesquisas ou abastecer a população com alimentos.

Exportar

  1. Maior produtividade do país exportador em decorrência do aumento da escala de produção.
  2. Redução da carga tributária em virtude da compensação do recolhimento dos impostos internos.
  3. Aperfeiçoamento das empresas que exportam ao antecipar tendências do mercado, visto que precisam atender às normas e aos padrões internacionais.
  4. Fortalecimento da empresa, tornando-a referência nacional para outras que pretendam aventurar-se no mercado externo.

Importar

  1. Vantagem cambial quando a moeda do país importador é mais valorizada que a moeda do exportador.
  2. Oferecimento de estímulos do Governo Federal, no caso do Brasil.
  3. O período de importação é, normalmente, inferior ao período que se leva para produzir o produto importado.
  4. Redução de custos com produção e mão de obra.
Mostramos aos nossos clientes como importar e como exportar seguindo toda a legislação vigente. Com conduta totalmente ética, executamos seus processos com a expertise de quem está no mercado há mais de 10 anos e a segurança de quem trabalha com operações seguras de comércio internacional.